As Casas Sacerdotais Rivais em Israel

Trabalho iniciado em 25/01/2016 na Praia Grande 
Eliezer Lucena de Castro
Este estudo está em fase de elaboração

a) O sacerdócio hereditário
No antigo oriente, as profissões eram geralmente hereditárias e as técnicas eram transmitidas de pai para filho. Isto é particularmente verdadeiro em relação ao Egito onde, em uma certa época, não se podia exercer outra profissão que aquela na qual se tinha nascido. Longas genealogias mostram a importância que se dava a essa sucessão e, sob Dario I, um arquiteto pretende remontar, por vinte e quatro gerações de arquitetos, a Imhotep, o construtor da pirâmide de Sakkara.
Essa continuidade era especialmente indicada para o sacerdócio: ela assegurava a boa vigilância e manutenção dos santuários, a transmissão das técnicas que exigiam iniciação, é a estabilidade ritual. Entre os egípcios a hereditariedade do sacerdócio é assegurada pelo menos a partir da XIXª dinastia e a justificação de uma ascendência sacerdotal garantia o acesso às funções sagradas. Na Assíria, a sucessão de pai para filho existia pelo menos para certas categorias de sacerdotes. Linhagens sacerdotais são atestadas por algumas inscrições fenícias e púnicas. Entre os palmireanos, o sacerdócio parece ter pertencido a algumas famílias. Entre os árabes anteriores ao Islã, cada santuário era propriedade de uma família que aí se perpetuava. Lembremos, em um outro ambiente, as grandes famílias sacerdotais ligadas aos santuários gregos.
Não é, pois, de se espantar que o sacerdócio tenha sido hereditário em Israel. Esta era uma pratica dos povos da antiguidade. Para tomarmos só exemplos nos textos reconhecidos como antigos, o levita que Mica contrata como sacerdote torna-se oficiante no santuário de Dã e sua linhagem lá se perpetua, Jz 18:30; o sacerdócio de Shiló é exercido por Eli, e dois de seus filhos são também sacerdotes, I Sm 1-2; em Quiriat-Jearim, junto à arca, o sacerdócio se mantém na descendência de Abinadabe, I Sm 7:1; II Sm 6:3; em Nob há ao redor de Aimeleque “toda a casa de seu pai, os sacerdotes de Nob”, ISm 22:11, eles são 85, que Saul mandou matar, I Sm 22:18, mais Abiatar que escapa e torna-se o sacerdote de Davi, I Sm 22:20-23.

b) Os Levitas são primeiramente incriminados e depois discriminados e rebaixados para simples serviçais do Templo. Por quê?
Números 16: 1 Ora Coré, filho de Jizar, filho de Coate, filho de Levi, juntamente com Datã e Abirão, filhos de Eliabe, e Om, filho de Pelete, filhos de Rúben, tomaram gente; 2 levantaram-se perante Moisés, com certos homens dos filhos de Israel, a saber, com duzentos e cinqüenta príncipes da congregação, chamados à assembléia, varões de renome; 3 ajuntaram-se contra Moisés e contra Arão, e disseram-lhes: Basta-vos! visto que toda a congregação é santa, todos o são, e Jeová está no meio deles; por que razão, pois, vos elevais sobre a assembléia de Jeová? 4 Quando Moisés ouviu isso, lançou-se com o rosto em terra; 5 e disse a Coré e a toda a sua companhia: Pela manhã Jeová fará conhecer aquele que lhe pertence. Ele permitirá chegar a si o que é santo, a saber, permitirá chegar a si o que escolher. 6 Fazei isto: Coré e toda a sua companhia, tomai incensários, 7 e amanhã ponde fogo neles, e sobre eles deitai incenso diante de Jeová; e o homem, a quem Jeová escolher, esse será santo: basta-vos, filhos de Levi! 8 Disse Moisés a Coré: Ouvi, filhos de Levi: 9 é para vós, porventura, coisa de somenos importância que o Deus de Israel vos tenha separado da congregação de Israel, para vos fazer chegar a si, a fim de cumprirdes o serviço do tabernáculo de Jeová, e estardes perante a congregação para lhe ministrar? 10 que te haja feito chegar a ti, e a todos os teus irmãos, filhos de Levi? procurais também o sacerdócio?
Percebe-se nitidamente a intenção do autor neste texto em mostrar uma rebelião comandada por Coré, que era levita, juntamente com mais 250 homens que, provavelmente também eram levitas, visto que o texto diz que estes homens queimavam incenso a Yahwéh. Portanto se deduz do texto que nesta época os Levitas eram meros serviçais dos Sadoquitas. Conforme mostrará outro texto de Números 18:
Números 18: 1 Disse Jeová a Arão: Tu e teus filhos, e a casa de teus pais levareis sobre vós a iniqüidade do santuário; tu e teus filhos, levareis sobre vós a iniqüidade do vosso sacerdócio. 2 Faze chegar contigo também teus irmãos, a tribo de Levi, a tribo de teu pai, para que se unam a ti e te sirvam, enquanto tu e teus filhos estiverdes diante da tenda do testemunho. 3 Farão o serviço que te é devido a ti e a toda a Tenda; porém não se chegarão aos vasos do santuário nem ao altar, para que não morram, nem eles, nem vós. 4 Unir-se-ão a ti, e farão o serviço que é devido à tenda da revelação, relativamente a todo o serviço da Tenda; o estrangeiro não se chegará a vós. 5 Fareis o serviço que é devido ao santuário e ao altar, para que se não levante outra vez indignação sobre os filhos de Israel. 6 Eu, eis que tomei do meio dos filhos de Israel vossos irmãos, os levitas; eles vos são uma dádiva, feita a Jeová, para fazer o serviço da tenda da revelação. 7 Mas tu e teus filhos cumprireis o vossos sacerdócio relativamente a tudo o que é do altar, e a tudo o que está dentro do véu, e servireis. Dou-vos o sacerdócio como serviço de dádiva; o estrangeiro que se chegar, será morto.
Além disto, no capitulo 16 Deus matou os 250 homens que queimavam incenso a Ele, os homens de Core, Data e Abirão, que provavelmente eram todos Levitas.
Logo Depois o povo se revolta novamente contra Moisés por causa de Arão e seus filhos e Deus mata 14 mil pessoas de uma só vez, a terra os engoliu vivos. Logo depois acontece o episódio da vara de Arão:
Números: 17: 1 Disse Jeová a Moisés: 2 Fala aos filhos de Israel, e recebe deles varas, uma pela casa de cada pai de todos os seus príncipes segundo as casas de seus pais, isto é, doze varas; escreve o nome de cada um sobre a sua vara. 3 Escreverás o nome de Arão sobre a vara de Levi, porque cada cabeça das casas de seus pais terá uma vara. 4 Depositá-las-ás na tenda da revelação diante do testemunho, onde venho a vós. 5 Brotará a vara do homem que eu
escolher; assim farei cessar de mim as murmurações dos filhos de Israel, que murmuram contra vós. 6 Falou Moisés aos filhos de Israel, e todos os seus príncipes deram-lhe varas, cada príncipe lhe deu uma, segundo as casas de seus pais, isto é, doze varas; e a vara de Arão achava-se entre as varas deles. 7 Moisés depositou as varas diante de Jeová na tenda do testemunho. 8 No dia seguinte entrou Moisés na tenda do testemunho; eis que a vara de Arão pela casa de Levi tinha brotado e, inchando os gomos, arrebentou em flores e deu amêndoas maduras. 9 Então Moisés trouxe todas as varas de diante de Jeová a todos os filhos de Israel: eles viram, e receberam, cada um a sua vara.
Observe que a tribo de Levi é usurpada, o nome de Arão é colocado para substituir a tribo de Levi.

c) A maldade dos filhos de Eli
1 Samuel 2: 12 Ora os filhos de Eli eram filhos de Belial; não conheciam a Jeová. 13 Este era o costume dos sacerdotes para com o povo: sempre que alguém oferecia um sacrifício, vinha o servo do sacerdote, quando se cozia a carne, tendo na mão o seu garfo de três dentes, 14 e metia-o na panela, ou no tacho, ou no calderão, ou na marmita. Tudo o que o garfo trazia para cima, tomava-o o sacerdote para si. Assim faziam em Silo a todos os israelitas que lá chegavam. 15 Ainda mais, antes que queimassem a gordura, vinha o servo do sacerdote e dizia ao homem que estava oferecendo o sacrifício: Dá carne de assar para o sacerdote; porque ele não receberá de ti carne cozida, mas crua. 16 Se lhe respondia o ofertante: Sem dúvida logo há de ser queimada a gordura, então tomarás quanto quiseres; replicava-lhe o servo: Não, porém hás de dar-ma agora; se não, tomá-la-ei à força. 17 Era muito grande o pecado destes moços diante de Jeová, pois o povo veio a desprezar a oferta de Jeová.

d) Profecia contra o Sacerdócio Levítico
1 Samuel 2: 7 Veio um homem de Deus a Eli, e disse-lhe: Assim diz Jeová: Não me revelei à casa de teu pai, quando eles estavam no Egito sujeitos à casa de Faraó? 28 Eu o escolhi dentre todas as tribos de Israel para ser o meu sacerdote, para subir ao meu altar, para queimar incenso e para trazer um éfode diante de mim; e dei à casa de teu pai todas as ofertas queimadas dos filhos de Israel. 29 Por que pisastes aos pés os meus sacrifícios e as minhas ofertas que ordenei que se fizessem na minha habitação, e por que honras a teus filhos mais do que a mim, engordando-vos das melhores de todas as ofertas do meu povo de Israel? 30 Portanto diz Jeová, Deus de Israel: Eu tinha dito que a tua casa e a casa de teu pai andariam para sempre diante de mim, mas agora diz Jeová: Longe de mim tal coisa; porque honrarei aos que me honram, e os que me desprezam serão tidos em pouca conta. 31 Eis que vêm dias em que cortarei o teu braço, e o braço da casa de teu pai, de sorte que não haja ancião em tua casa. 32 Em todo o bem que Deus fará a Israel verás o aperto na minha habitação; e nunca haverá um ancião em tua casa. 33 O homem da tua linhagem a quem eu não cortar do meu altar, será poupado para que os teus olhos se consumam, e a tua alma se entristeça; todos os descendentes da tua casa morrerão na flor da idade. 34 Será para ti por sinal o que sobrevirá a teus dois filhos, a Hofni e a Finéias: no mesmo dia morrerão ambos. 35 Eu suscitarei para mim um sacerdote fiel, que fará segundo tudo o que está no meu coração e na minha mente; edificar-lhe-ei uma casa duradoura, e ele andará sempre diante do meu ungido. 36 Todo aquele que restar em tua casa virá e se prostrará diante dele por uma moeda de prata e por um pão e dirá: Rogo-te que me admitas a um dos cargos sacerdotais, para que eu coma um bocado de pão.

e) Zadoque e Abiatar eram Sacerdotes de Davi quando ele morreu
2 Samuel 8:15 Reinou Davi sobre todo o Israel, e administrava o juízo e a justiça a todo o seu povo. 16 Joabe, filho de Zeruia, era sobre o exército; Josafá, filho de Ailude, era cronista; 17 Zadoque, filho de Aitube, e Aimeleque, filho de
Abiatar, eram sacerdotes; Seraías era secretário; 18 Benaia, filho de Joiada, era sobre os quereteus e peleteus; e os filhos de Davi eram ministros de estado.
2 Samuel 20:23 Joabe estava sobre todo o exército de Israel; Benaia, filho de Joiada, estava sobre os quereteus e sobre os peleteus; 24 Adoram sobre os que trabalhavam forçados; Josafá, filho de Ailude, era cronista; 25 Seva era secretário; Zadoque e Abiatar eram sacerdotes;
1 Reis: 4. 1. Assim foi Salomão rei sobre todo o Israel. 2. E estes eram os príncipes que tinha: Azarias, filho de Zadoque, era sacerdote; 3. Eliorefe e Aías, filhos de Sisa, secretários; Jeosafá, filho de Ailude, cronista; 4. Benaías, filho de Jeoiada, estava sobre o exército; Zadoque e Abiatar eram sacerdotes; 5. Azarias, filho de Natã, estava sobre os intendentes; Zabude, filho de Natã, era o oficial-mor, amigo do rei; 6. Aisar, o mordomo; e Adonirão, filho de Abda, estava sobre a gente de trabalhos forçados.
1 Crônicas 6:8 Aitube gerou a Zadoque, e Zadoque gerou a Aimaaz; 9 Aimaaz gerou a Azarias, e Azarias gerou a Joanã; 10 Joanã gerou a Azarias (este é o que exerceu o sacerdócio na casa que Salomão edificou em Jerusalém);
1 Crônicas 27:17 sobre Levi, Hasabias, filho de Quemuel; sobre Arão, Zadoque;
Zadoque provavelmente foi colocado por Davi. Zadoque apareceu pela primeira vez em Jerusalém. Provavelmente era Sacerdote da divindade dos Jebuseus e fez aliança com Davi quando este invadiu Jerusalém. A partir de Salomão, Abiatar que era Levita, foi expulso para a cidade de Anatot no Reino do Norte. Os Sumos Sacerdotes, desde então, foram sempre da linhagem de Zadoque, até a revolta dos Macabeus, que depuseram Onias III, Sumo Sacedote Sadoquita em 174 a. C.
Reis 12: 26 Disse Jeroboão consigo: Agora, tornará o reino para a casa de Davi. 27 Se este povo subir para fazer sacrifícios na Casa do SENHOR, em Jerusalém, o coração dele se tornará a seu senhor, a Roboão, rei de Judá; e me matarão e tornarão a ele, ao rei de Judá. 28 Pelo que o rei, tendo tomado conselhos, fez dois bezerros de ouro; e disse ao povo: Basta de subirdes a Jerusalém; vês aqui teus deuses, ó Israel, que te fizeram subir da terra do Egito! 29 Pôs um em Betel e o outro, em Dã. 30 E isso se tornou em pecado, pois que o povo ia até Dã, cada um para adorar o bezerro. 31 Jeroboão fez também santuários nos altos e, dentre o povo, constituiu sacerdotes que não eram dos filhos de Levi. 32 Fez uma festa no oitavo mês, no dia décimo quinto do mês, igual à festa que se fazia em Judá, e sacrificou no altar; semelhantemente fez em Betel e ofereceu sacrifícios aos bezerros que fizera; também em Betel estabeleceu sacerdotes dos altos que levantara.
Conforme texto acima, Jeroboão teria instalado em seu santuário em Betel sacerdotes que não eram filhos de Levi.

f) Zadoque é colocado no lugar de Abiatar
1 Reis 2: 26 Disse também o rei ao sacerdote Abiatar: Vai-te para Anatote, para os teus campos; porque és digno de morte. Eu te não tirarei a vida hoje, porque levaste a arca do Senhor Jeová diante de meu pai Davi, e porque foste afligido em todas as aflições de meu pai. 27 Expulsou Salomão a Abiatar, para que não fosse sacerdote de Jeová, a fim de se cumprir a palavra que Jeová tinha proferido em Silo acerca da casa de Eli. 28 Chegando esta notícia a Joabe (pois Joabe tinha seguido o partido de Adonias, ainda que não seguiu o de Absalão), fugiu ele para a Tenda de Jeová, e abraçou-se com os chifres do altar. 29 Foi dito ao rei Salomão: Joabe fugiu para a Tenda de Jeová, e eis que está junto ao altar. Salomão mandou a Benaia, filho de Joiada, dizendo: Vai, fere-o. 30 Foi Benaia à Tenda de Jeová e disse-lhe: Assim diz o rei: Sai para fora. Respondeu Joabe: Não sairei, porém hei de morrer aqui. Benaia deu parte disto ao rei, dizendo: Assim falou Joabe e assim me respondeu. 31 Disse-lhe o rei: Faze como ele te disse. Mata-o e
sepulta-o, para que tires de sobre mim e de sobre a casa de meu pai o sangue que Joabe sem causa derramou. 32 Jeová fará recair o sangue dele sobre a sua cabeça, porque deu sobre dois homens mais justos e melhores do que ele e, sem meu pai Davi o saber, matou à espada a Abner, filho de Ner, e general do exército de Israel, e a Amasa, filho de Jeter e general do exército de Judá. 33 Assim o sangue destes recairá para sempre sobre a cabeça de Joabe, e sobre a cabeça da sua descendência; mas a Davi, e à sua descendência, e à sua casa, e ao seu trono, dê Jeová paz para sempre. 34 Subiu Benaia, filho de Joiada, agrediu a Joabe, e matou-o. Joabe foi sepultado em sua casa no deserto. 35 Em lugar dele constituiu o rei por general do exército, a Benaia, filho de Joiada, e em lugar de Abiatar constituiu o rei por sacerdote a Zadoque.
1 Crônicas 29: 20 Disse Davi a toda a congregação: Bendizei a Jeová vosso Deus. Toda a congregação bendisse a Jeová, Deus de seus pais, inclinaram-se e prostraram-se perante Jeová e perante o rei. 21 Ao outro dia imolaram sacrifícios a Jeová, e ofereceram-lhe holocaustos de mil novilhos, mil carneiros, e mil cordeiros com as suas libações, e sacrifícios em abundância a favor de todo o Israel. 22 Comeram e beberam naquele dia perante Jeová com grande alegria. Pela segunda vez proclamaram rei a Salomão, filho de Davi, e ungiram-no a Jeová para ser príncipe, e a Zadoque para ser sacerdote.
De onde o historiador cronista tira esta história de que Zadoque foi ungido Sacerdote no dia da unção de Salomão a principe? Será que ele sabia de algo que nos é ocultado nos livros de Samuel e Reis?
De acordo com o livro dos Reis é Zadoque que unge Salomão a rei.
1 Reis 1:38 Desceu Zadoque, o sacerdote, e Natã, o profeta, e Benaia, filho de Joiada, e os quereteus, e os peleteus, e fizeram montar a Salomão na mula do rei Davi, e levaram-no a Giom. 39 O sacerdote Zadoque tomou da Tenda o chifre do óleo, e ungiu a Salomão. Tocaram a trombeta e todo o povo disse: Viva o rei Salomão!
Parece que o autor de Crônicas deixa escapar uma informação ultrassecreta, o grande segredo dos Sadoquitas. Algo surpreendente é revelado nesta história. É revelado que Zadoque somente foi ungido a Sacerdote quando Salomão também o foi. Se isto for verdade, encontramos o elo da corrente que estava faltando, a peça chave do quebracabeça. Provavelmente Abiatar foi destituído por uma decisão política, visto que Ele não apoiava Salomão para rei, antes apoiava o filho mais velho de Davi Adonias, que acabou morto por Salomão. Não é de difícil deduzir que, Salomão trocou o Sacerdócio Levita pelo Sadoquita, visto que este o apoiava para rei de Israel. Também não é difícil deduzir que, após o domínio Sadoquita, estes agora em posse do Sacerdócio, que eram os guardiões das escrituras, não hesitaram em harmonizar os textos sagrados, discriminando e até mesmo criminalizando os levitas, que deveriam ser punidos com a perda do sacerdócio em função de suas profanações do mesmo. Penso que para compreender melhor essa intriga sacerdotal devemos analisar um texto de Genesis 14 onde uma figura inusitada aparece do nada para abençoar Abraão o patriarca dos israelitas.
Gênesis 14:18 Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho: este era sacerdote do Deus Altíssimo. 19 Abençoou a Abrão, e disse: Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, Criador do céu e da terra! 20 e bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos às tuas mãos! Abrão deu-lhe o dízimo de tudo.
Por que Melquisedeque aparece como que um intruso nesta narrativa de Genesis 14? Qual a real intenção do texto em mostrar um sacerdote jebuseu de Salém abençoando o
patriarca Abraão? Creio que para responder a esta pergunta seria necessário primeiro responder a outra pergunta. Quem é maior o abençoador ou o abençoado? Realmente não faz sentido nenhum na estória do Patriarca Abraão o aparecimento da figura do Sacerdote Mequisedeque de Salém, a não ser para reivindicar a antiguidade do Sacerdócio dos Jebuseus de Salém. É provável que os redatores finais do Eneateuco, ou seja lá o que for, Pentateuco, Tetrateuco, tenham feito acréscimos para reivindicar o Sacerdócio para Zadoque, para tanto criam a estória de Melquisedeque rei de Salém, que viria a ser chamada de Jerusalém, a terra dos Jebuseus. Desta forma Sadoque viria da descendência de Melquisedeque, sacerdote e rei de Salém que teria abençoado Abraão o Patriarca. Quer melhor estória para poder mostrar a importância e relevância do Sacerdote Sadoque? Para reivindicar sua antiguidade, ou seja, que eles Sadoquitas eram mais antigos que Levi, visto que Levi viria a ser bisneto de Abraão, e nesta época já existia o Sacerdócio de Sadoque, representado no Genesis por seu ancestral Mequisedeque. Há uma grande probabilidade dessa estória ter sido criada para justificar tal situação. Como dissemos acima, que agora os textos sagrados estavam em poder do Sacerdócio dominante que, era a casa de Sadoque, não há porque duvidar que eles possam ter criado tais estórias e harmonizado o Eneateuco. Lembremos-nos que o próprio Esdras pertencia a essa classe Sacerdotal Sadoquita e se toda a obra do Eneateuco foi finalizada pela escola de escribas de Esdras, esta hipótese ganha força significativa.

g) Quem eram os Sacerdotes chamados “filhos de Arão”?
Êxodo 28:1 Faze também chegar a ti Arão, teu irmão, e seus filhos, dentre os filhos de Israel, para me servirem no ofício sacerdotal, a saber, Arão, e seus filhos Nadabe, Abiú, Eleazar e Itamar (filhos de Arão).
Êxodo 28:40 Para os filhos de Arão farás túnicas, e cintos, e tiaras, para glória e formosura.
Êxodo 29:8 Farás também que se aproximem os filhos de Arão, e vesti-los-ás de túnicas.
Levítico 1:5 Ele matará o novilho diante de Jeová: os filhos de Arão, os sacerdotes, oferecerão o sangue, e o aspergirão ao redor sobre o altar que está à porta da tenda da revelação.
Levítico 1:7 Os filhos de Arão, o sacerdote, porão fogo sobre o altar, e colocarão em ordem lenha sobre o fogo.
Levítico 1:8 Os filhos de Arão, os sacerdotes, colocarão em ordem os pedaços, a saber, a cabeça e a gordura, sobre a lenha que está no fogo em cima do altar;
Levítico 1:11 Matá-lo-á diante de Jeová ao lado do altar que olha para o norte, e os filhos de Arão, os sacerdotes, aspergirão o sangue sobre o altar em redor.
Levítico 2:2 Levá-la-á aos filhos de Arão, os sacerdotes; o sacerdote tomará da oblação o seu punhado da flor de farinha e do azeite com todo o incenso, e os queimará como oferta memorial sobre o altar, oferta queimada, de suave cheiro a Jeová.
Levítico 3:2 Porá a mão sobre a cabeça da sua oblação, a qual será morta à entrada da tenda da revelação: e os filhos de Arão, os sacerdotes, aspergirão o sangue sobre o altar ao redor.
Levítico 3:5 Os filhos de Arão os queimarão sobre o altar por cima do holocausto, que está sobre a lenha no fogo; é oferta queimada, de suave cheiro a Jeová.
Levítico 3:8 Porá a mão sobre a cabeça da sua oblação, a qual será morta diante da tenda da revelação; e os filhos de Arão aspergirão o sangue da oblação sobre o altar ao redor.
Levítico 3:13 Por-lhe-á a mão sobre a cabeça, e a matará diante da tenda da revelação, e os filhos de Arão aspergirão o sangue da cabra sobre o altar ao redor.
Levítico 6:14 Esta á a lei da oferta de cereais; os filhos de Arão a oferecerão na presença de Jeová, diante do altar.
Levítico 6:18 Todo o macho entre os filhos de Arão comerá dela, como de uma coisa que, das ofertas queimadas, de Jeová, vos é devida para sempre nas vossas gerações; todo o que tocar nelas será santo.
Levítico 7:10 Toda a oferta de cereais, ou seja ela amassada com azeite, ou seja enxuta, pertencerá a todos os filhos de Arão, tanto a um como a outro.
Levítico 7:33 Aquele que entre os filhos de Arão oferecer o sangue das ofertas pacíficas, e a gordura, esse terá como sua porção a espádua direita.
Levítico 8:13 Depois Moisés fez chegar os filhos de Arão, e os vestiu de túnicas, e os cingiu com cintos e lhes atou as tiaras; como Jeová ordenou a Moisés.
Levítico 8:24 Também Moisés apresentou os filhos de Arão. Pôs do sangue sobre a ponta da orelha direita deles, e sobre o dedo polegar da mão direita, e sobre o dedo polegar do pé direito; e aspergiu Moisés o sangue sobre o altar ao redor.
Levítico 8:30 Então tomou Moisés do óleo da unção, e do sangue que estava sobre o altar, e aspergiu-o sobre Arão e os seus vestidos, bem como sobre os filhos de Arão e os seus vestidos.
Levítico 9:9 Os filhos de Arão trouxeram-lhe o sangue; ele molhou o dedo no sangue, pô-lo sobre os chifres do altar e derramou o sangue à base do altar;
Levítico 9:12 Depois imolou o holocausto; e os filhos de Arão entregaram-lhe o sangue, que ele aspergiu sobre o altar ao redor.
Levítico 9:18 Matou o boi e o carneiro, que eram sacrifício de ofertas pacíficas do povo. Os filhos de Arão entregaram-lhe o sangue, que ele aspergiu sobre o altar ao redor,
Levítico 10:1 Nadabe e Abiú, filhos de Arão, tomaram cada um o seu incensário e, pondo neles fogo e deitando incenso sobre eles, ofereceram diante de Jeová fogo estranho, o que não lhes foi ordenado.
Levítico 16:1 Falou Jeová a Moisés, depois da morte dos dois filhos de Arão, quando se chegaram diante de Jeová e morreram.
Levítico 21:1 Disse Jeová a Moisés: Fala aos sacerdotes, filhos de Arão, e dize-lhes: Nenhum sacerdote se contaminará por causa dum morto entre o seu povo,

h) Quais são as referencias dentro do Eneateuco (Gn, Ex, Lv, Nm, Dt, Js, Jz, Samuel, Reis) do Sacerdócio mais antigo em Israel?
Êxodo 2: 1 Foi-se um homem da casa de Levi e casou com uma filha de Levi. 2 A mulher concebeu e deu à luz um filho; e, vendo que ele era formoso, escondeu-o três meses.
Êxodo 4:14 Acendeu-se a ira de Jeová contra Moisés, e disse: Não vive Aarão, teu irmão, o levita? Eu sei que ele pode falar bem. Eis que também te sai ele ao encontro e, vendo-te, se alegrará no seu coração.

Êxodo 32: 26 … Quem está do lado de Jeová, venha a mim. Então se ajuntaram a ele todos os filhos de Levi. 27 Depois lhes disse: Assim diz Jeová, o Deus de Israel: Cada um cinja a sua espada sobre a coxa. Passai e tornai a passar de porta pelo meio do arraial, e cada um mate a seu irmão, e cada um a seu companheiro, e cada um a seu vizinho. 28 Fizeram os filhos de Levi conforme a palavra de Moisés; e caíram do povo naquele dia quase três mil homens.
Deuteronômio 10: 6 Partiram os filhos de Israel de Beerote-Benê-Jaacã para Mosera. Ali faleceu Arão e ali foi sepultado. Eleazar, seu filho, oficiou como sacerdote em seu lugar. 7 Dali partiram para Gudgoda e de Gudgoda para Jotbatá, terra de ribeiros de águas.8 Por esse tempo Jeová separou a tribo de Levi, para levar a arca da aliança de Jeová, para estar diante de Jeová a fim de o servir, e de lançar a bênção em seu nome até este dia. 9 Pelo que Levi não tem parte nem herança com seus irmãos; Jeová é a sua herança, assim como Jeová teu Deus lhe falou).
Deuteronômio 17: 9 Virás aos levitas sacerdotes, e ao juiz que houver nesses dias; indagarás, e eles te mostrarão a sentença do juízo. 10 Farás de acordo com a sentença que te mostrarem no lugar que Jeová escolher; e cuidarás em fazer segundo tudo o que te ensinarem.
Deuteronômio 17: 18 Quando se assentar sobre o trono do seu reino, fará escrever para si uma cópia desta lei num livro, do que está diante dos levitas sacerdotes.
Deuteronômio 18: 1 Os levitas sacerdotes, a saber, toda a tribo de Levi, não terão parte nem herança com Israel; comerão as ofertas queimadas e a herança de Jeová. 2 Não terão herança no meio dos seus irmãos; Jeová é a sua herança, como lhes disse.
Deuteronômio 18: 6 Se um levita sair de alguma das tuas cidades de todo o Israel, na qual ele peregrina, e vier com todo o desejo da sua alma ao lugar que Jeová escolher, 7 e ministrar no tocante ao nome de Jeová seu Deus, como o fazem todos os seus irmãos, os levitas, que ali assistem diante de Jeová, 8 todos terão porções iguais para comerem, além da venda dos seus patrimônios.
Deuteronômio 33: De Levi disse: Sejam teu Tumim e teu Urim para o homem, teu piedoso, A quem provaste em Massá, Com o qual contendeste junto às águas de Meribá; 9 Para aquele que diz de seu pai e de sua mãe: Não os tenho visto; Nem reconhece a seus irmãos, Nem conhece a seus filhos, Pois observam a tua palavra, E guardam a tua aliança. 10 Mostram os teus juízos a Jacó, E a tua lei a Israel; Põem incenso no teu nariz, E holocausto sobre o teu altar. 11 Abençoa, Jeová, o seu poder, E aceita a obra das suas mãos. Fere os lombos dos que se levantam contra ele, E dos que o odeiam, para que nunca mais se levantem.
Este trabalho é um esqueleto, ou seja, a espinha dorsal, de um trabalho que eu quero desenvolver sobre “AS INTRIGAS DAS CASAS SACERDOTAIS RIVAIS EM ISRAEL”.
Portanto, falta ainda comentários sobre os respectivos textos citados acima envolvendo estas casas sacerdotais, a casa de Zadoque e a casa de Levi.
Senti a necessidade de estudar as casas sacerdotais rivais de Israel quando estudava a Apocalíptica judaica, onde percebi na Apocalíptica a forte veia Sacerdotal por trás dos textos, e para tentar responder a uma pergunta crucial que muitos estudiosos ainda se debruçam sobre o tema, onde surgiu a literatura Apocalíptica? Em que ramos do judaísmo surge a Apocalíptica? Profetas? Sábios? Sacerdotes? Nesta altura das minhas pesquisas, cheguei a conclusão que a Apocaliptica surge em tempos de forte crise e perseguição contra uma classe de sacerdotes que foram silenciados e discriminados.
Então para descobrir as origens e tentar provar que a Apocaliptica surge em meios sacerdotais, tive que deixar a Apocalíptica um pouco de lado para tentar responder esta pergunta.
Algo que me chamou a atenção recentemente foi a influencia sacerdotal na obra do Eneateuco, ou seja, desde Genesis até 2 Reis, foi a tentativa de dividir a história de Israel desde os Patriarcas até a destruição de Jerusalém em 10 Jubileus de 49 anos cada, ou seja, esta divisão divide a história em períodos de aproximadamente 490 anos cada periodo.
Na realidade, a história de Israel não termina com a conquista da terra. Em Jz 2:8-10, este trecho está relacionado com Ex 1:6-8, e narra a história dos Patriarcas. Estes ganchos literários criam laços entre vários blocos narrativos e , por sus vez, assinalam a passagem de um período da história de Israel para outro período. Ex 1:6-8 mostra a passagem do período dos Patriarcas para o êxodo do Egito; Jz 2:8-10 mostra a passagem da época de Josué para os juízes conforme ainda Josué 24:29-31. As indicações cronológicas que aparecem nestes livros são reflexos de uma visão global da história de Israel que um redator final imaginou. A permanecia no Egito durou 430 anos, conforme Ex 12:40-41. Salomão começou a construir o Templo 480 anos depois da saída do Egito, ou seja, depois da saída do Egito, ou seja, depois do Exodo conforme 1Rs 6:1. A partir desta data, no quarto ano do reinado de Salomão foi terminada a construção do templo, que permaneceu de pé até o final do reinado de Judá ou o inicio do exilio Babilônico, quando foi destruído, ou seja, 480 anos depois da sua construção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *